>

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Radiação UVA | Porque temos que nos proteger? E como escolher um protetor?



Todos os protetores solares contêm um FPS (fator de proteção solar) indicado no rótulo. 

Contudo, esse valor refere-se apenas à proteção que o produto confere contra a radiação UVB, o tipo de radiação ultravioleta que é responsável pelo aparecimento de queimaduras e grande parte dos carcinomas que advêm da exposição solar. No entanto, também a radiação UVA é capaz de atingir superfície da Terra, e por isso é necessário que todos os produtos nos protejam contra ela.

Radiação UVA vs Radiação UVB 

  • A quantidade de radiação UVA que atinge a superfície da Terra é constante ao longo de todo o ano e é no minimo 17 vezes superior à da radiação UVB, cuja quantidade incidente no planeta varia com as estações do ano. Isto acontece porque a radiação UVB tem uma maior capacidade de penetrar a atmosfera, mas também superfícies como o vidros e até mesmo a epiderme da pele.


  • Por serem capazes de penetrar mais profundamente na pele os raios UVA produzem radicais livres de oxigénio na derme, lesando as fibras de colagénio , elastina, entre outras estruturas. Estes fenómenos são responsáveis pelo envelhecimento prematuro da pele, e pelo desenvolvimento de hiperpigmentação (manchas).

  • Este tipo de radiação pode causar algum grau de imunossupressão, que associada à radiação UVB contribui para o desenvolvimento de carcinomas
  • As reações de fotossensibilidade são provocadas essencialmente pelos raios UVA

Tudo isto faz com que seja importante usar protetor solar durante todo o ano, e não apenas nas estações em que nos queimamos.

Qual o grau de proteção UVA do meu protetor solar?


Atualmente na Europa, é obrigatório que a proteção contra a radiação UVA seja de pelo menos 1/3 do FPS indicado no róulo para a radiação UVB. Logo, um protetor com FPS 50 garante uma proteção contra a radiação UVA igual ou superior à de produtos com FPS inferior.

A determinação do grau de proteção face a este tipo de radiação é feita através de um método padronizado para todas as marcas que vendam os seus produtos neste continente. 

Embora não seja obrigatório divulgar exatamente o grau de proteção contra a radiação UVA, há marcas de cosméticos que o fazem na rotulagem dos seus produtos permitindo ao consumidor escolher tal como faz para a proteção UVB.


Sistemas de classificação


Tal como o FPS que é usado para a radiação UVB, existem algumas formas de classificar proteção de cada produto contra a radiação Nenhuma delas é muito comum nos produtos vendidos em Portugal, mas pode ser encontrado em várias marcas estrangeiras, e também que podem ser compradas on-line.

  • Boots Star UVA Rating
Foi a grande perfumaria britânica que criou este sistema, que indica a proporção entre a proteção UVB e UVA. Assim, um produto com FPS 30 com 5 estrelas, terá uma proteção UVA entre 27 e 30.


  • Protection Grade of UVA (PA)

Este sistema foi criado no Japão e é utilizado em vários países asiáticos. Baseia-se num ensaio laboratorial que avalia o aumento imediato na pigmentação da pele causado pela radiação UVA (PPD), com e sem protetor solar.

Sem comentários: