>

terça-feira, 21 de junho de 2016

Estrias pt. 2| Cosméticos: prevenir e corrigir


O aparecimento das estrias pode ser prevenido com alguns gestos diários, mas hoje em dia ainda não nenhuma solução que permita eliminá-las por completo. 

No entanto, o aspeto destas cicatrizes pode ser atenuado com o uso de cosméticos, que são tão eficazes quanto mais recente for a lesão.



Prevenção e correção



  • Hidratação cutânea
Este é um cuidado transversal a todas as pessoas, mas que é especialmente importante quando é necessário reforçar a elasticidade da pele.

Assim, é essencial fazer uma hidratação diária depois do banho, ou até duas vezes por dia se tem tendência para ter estrias e prevê alguma alteração do seu volume corporal. Isto pode ser importante em fases de grande crescimento na adolescência, durante um aumento ou perda de peso, e ao longo da gravidez.


  • Evitar variações de volume corporal, quando possível
É inevitável que o corpo aumente de volume durante a adolescência ou durante a gravidez.

Já as variações bruscas de peso podem se evitadas, uma vez que para além de serem prejudiciais para a saúde são também um desastre para a pele. É preferível mudar lentamente a alimentação, apostando numa perda de peso progressiva mas que permita ganhar de bons hábitos alimentares do que embarcar em dietas muito restritivas, que não permitam a pele "acomodar-se" e que geralmente resultam num novo aumento de peso a curto prazo.

  • Usar produtos tópicos dirigidos para o problema

Para além dos hidratantes tradicionais, há alguns cosméticos que podem ajudar a reforçar a elasticidade da pele durante o período de estiramento, prevenindo assim o aparecimento das estrias. 

Nestes produtos destacam-se alguns ingredientes:

    • Retinóides
Esta classe de moléculas é capaz de estimular a renovação da pele mas também a produção de colagénio e elastina. A substância mais eficaz é a tretinoína (ácido retinóico), que é muitas vezes prescrita por dermatologistas para esta finalidade. Mas para além de ser potencialmente irritante para a pele, a tretinoína pode ser prejudicial para o desenvolvimento do feto durante a gravidez.

Em cosméticos, podem ser encontrados os ésteres de retinilo (propionato de retinilo, palmitato de retinilo, entre outros), que são menos sensibilizantes e podem ser utilizados pela maioria das pessoas.

    • Alfa hidroxi-ácidos (AHA)
Além de esfoliarem a pele e permitirem a sua renovação, pensa-se que a capacidade de estimular a produção de colagénio do ácido glicólico possa trazr resultados visíveis na prevenção e tratamento das estrias.

    • Vitamina C
Ao aumentar a produção de colagéneo pela pele, a faz esta molécula é também um ingrediente interessante na constituição destes produtos


    • Péptidos
      • Heptapeptide-7
      • Palmitoyl Tetrapeptide-7
      • Palmitoyl-Oligopeptide
Estes péptidos estimulam a produção de colagénio pela pele

    • Extratos vegetais
      • Centelha asiática (Centella asiatica)
Esta planta contém as moléculas ácido asiático, asiaticósico e  ácido madecássico que demonstraram ter eficácia na redução do aparecimento e dimensão das estrias em vários estudos clínicos.

      • Óleo de rosa mosqueta (Rosa canina)
Não existem estudos conclusivos que evidenciem a sua ação no tratamento e prevenção das estrias, mas uma vez que este óleo é utilizado com sucesso em outro tipo de cicatrizes, é possível encontrá-lo em diversas formulações com esta finalidade

      • Outros óleos e manteigas vegetais (côco, camélia, dente de leão, amêndoas doces, hera trepadeira, karité, etc.)
Embora possam ajudar a manter a pele hidratada e promover a sua elasticidade, não são ainda suficientemente conhecidos os seus efeitos concretos na prevenção do aparecimento, ou na redução das estrias.


Várias marcas apresentam produtos com estes objetivos constituídos apenas por ingredientes ativos como os referidos acima mas uma vez que não são conhecidos os seus estudos clínicos, torna-se difícil perceber se estes produtos serão mais eficazes do que aqueles que usam substâncias de eficácia comprovada.


1 comentário:

pequenasvontades disse...

Sempre com tanto para ensinar =) eu tenho várias estrias, infelizmente, mas realmente há várias maneiras de as tornar menos visíveis.