>

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Sérum Sesderma Repaskin Mender Liposomal


Na verdade, o protetor solar é o produto de excelência no combate ao envelhecimento da pele. Mas convenhamos que não é particularmente excitante para quem gosta destas coisas... Já o Repaskin Mender consegue fascinar qualquer aficcionado da cosmética. Duvidam?




O que é?
Sérum lipossomal com ativos protetores e reparadores do DNA 

Preço
30-34€ por 50 mL

Alegações
Repara o DNA das células lesadas pelo fotoenvelhecimento
Reparação até 50% dos foto-danos da pele

Ingredientes
Aqua, Glycerin, Lecithin, Alcohol, Cyclopentasiloxane, Peg-40 Hydrogenated Castor Oil, Polymethyl Methacrylate, Arginine, Glycine, Proline, Lactic Acid, Bifida Ferment Lysate, Phenylalanine, Cysteine, Arabidopsis Thaliana Extract, Micrococcus Lysate, Plankton Extract, Zinc Chloride, Teprenone, Polysorbate 20, Ammonium, Acryloyldimethyltaurate/Vp Copolymer, Sodium Cholate, Dimethicone, Ethylhexylglycerin, Tocopheryl Acetate, Polysilicone-11, Butylene Glycol, Disodium Edta, Sodium Chloride, Caprylic/Capric Triglyceride, Decyl Glucoside, Hydrochloric Acid, Phenoxyethanol, Citronellyl Methylcrotonate, Parfum.

Opinião


Este sérum tem como ingredientes principais algumas enzimas reparadoras do DNA, a fotolíase e a UV endonuclease, das quais vos falei em detalhe aqui. Ambas as enzimas têm como função reverter os danos provocados pela radiação nos nossos genes, danos esses que são responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. Uma vez que estamos a falar de ingredientes de grandes dimensões, e que têm que chegar ao núcleo das células, a Sesderma optou por encaplsular estas enzimas em nanossomas, lipossomas à escala nano. Além disso, esta tecnologia permite também proteger as enzimas da degradação, uma vez que se tratam de moléculas muito sensíveis.

Para complementar a atividade protetora das enzimas, o Repaskin Mender conta também com antioxidantes, como a ergotioneína, um aminoácido, a silimarina, um flavonóide do cardo mariano, e com os polifenóis do chá verde.

Adicionalmente, e para contrabalançar a inflamação causada pela exposição solar, este sérum contém também a teprenona, uma molécula que se pensa poder inibir a expressão de proteínas pró-inflamatórias na pele, e o zinco, um mineral importante para o corpo humano e que tem um papel reconhecido na cicatrização e na saúde da pele.

Então para que serve afinal o Repaskin Mender?

Embora não substitua o protetor solar de maneira nenhuma, pode ser um grande complemento nos dias de maior exposição à radiação para quem quiser evitar ao máximo os seus efeitos negativos para a pele.

Uso-o sempre que faço praia, antes do protetor e à noite. Como tem um textura algo leitosa, consigo usá-lo antes de dormir sem precisar de colocar mais nenhum produto hidratante.

Não é o produto mais consensual no que toca à composição, até porque o funcionamento e preservação das enzimas em produtos cosméticos é algo complexo e pouco estudado, mas parece-me ser uma abordagem muito interessante e promissora do fotoenvelhecimento. Além disso, imagino qur também não seja um produto para todas as carteiras... Mas se puderem, recomendo que o experimentem como complemento ao protetor solar para prevenir o envelhecimento causado pela radiação.

Sem comentários: