>

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Cabelo oleoso pt.1| Causas

A oleosidade capilar está relacionada com um produção de sebo excessiva pelo couro cabeludo, que com o passar do tempo se alastra ao longo da haste. Como resultado, o cabelo fica com um aspeto gorduroso, sujo, e perde grande parte do seu volume

caspa é também um motivo para querer controlar a oleosidade do couro cabeludo, uma vez que esta é um bom meio de crescimento para os fungos Malassezia, que são responsáveis pela inflamação que provoca a descamação.

Causas
  • Predisposição genética

É a razão mais comum para apresentar cabelo oleoso, e normalmente não há nada que possamos fazer em relação a isso, para além de uma boa higiene...



  • Questões hormonais
Nos homens, que produzem mais androgénios, há uma maior produção de sebo um pouco por todo o corpo, e também no couro cabeludo.
No entanto, tanto nos homens como nas mulheres há várias razões pelas quais podem ocorrer oscilações hormonais que afetarão também o couro cabeludo. Assim, o início da adolescência, o stress ou até o ciclo menstrual podem tornar o couro cabeludo mais oleoso. 

  • Cabelo liso
Na verdade, o penteado não afetará em nada a produção de sebo pelo couro cabeludo. No entanto, no cabelo liso o sebo produzido conseguirá circular mais facilmente ao longo do seu comprimento do que num cabelo ondulado ou encaracolado.

Simulação da circulação do sebo por um cabelo liso, ondulado ou encaracolado.
Adaptado de Draelos, Zoe Diana (2005) "Hair Care", Taylor & Francis: pp: 12-13
  • Cabelo fino
Embora aparentem ter pouco cabelo, muitas vezes as pessoas com o cabelo mais fino acabam por ter um maior número de cabelos na sua cabeleira. Ora, se a um maior número de cabelos corresponde também um maior número de folículos pilosos a produzir sebo, e esse pode ser um dos motivos que tornam o cabelo mais oleoso. É de realçar que o cabelo tende a ficar mais fino com o passar dos anos, e nesse caso a espessura capilar não estará relacionada com a oleosidade.

  • Uso de champôs inadequados
Hoje em dia, a grande parte dos champôs disponíveis no mercado contém uma maior ou menor quantidade de ingredientes condicionadores, mesmo que não sejam "2 em 1", nem seja essa a sua função principal. Estes ingredientes permitem que o cabelo fique macio e fácil de pentear no final da lavagem, mesmo sem o uso de um segundo produto, mas uma vez que são aplicados também no couro cabeludo devem ser evitados caso sofra de cabelo oleoso.

  • Excesso ou má aplicação de produtos de styling

Se tem cabelo comprido, mesmo que este seja oleoso é natural que este se torne mais seco nas pontas. No entanto, a aplicação de muitos produtos condicionadores antes ou após a lavagem ou o uso de quantidades excessivas desses produtos, especialmente se começar a aplicação perto do couro cabeludo, torna o cabelo mais pesado, retirando-lhe parte do seu volume


Além disso, estes produtos podem acumular-se na haste do cabelo entre aplicações sucessivas, e só poderão ser removidos utilizando champôs específicos.


  • Ambientes quentes e húmidos
Tanto o calor como a humidade atmosférica facilitam a liquefação e expulsão do sebo a partir do interior folículo piloso. Por outro lado, a transpiração do couro cabeludo que ocorre neste tipo de ambiente pode acentuar o seu aspeto.

  • Doenças e medicamentos
Algumas doenças como a dermatite seborreica ou medicamentos como hormonas esteróides poderão interferir também com a produção de sebo. Neste caso, só o seu médico poderá avaliar se há necessidade em rever a terapia.

Pt.2
Cosméticos

Sem comentários: