>

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Queda de cabelo sazonal pt.1| Ciclo capilar e influência das estações


É normal reparar que sobretudo no Outono, mas por vezes também e na Primavera, o cabelo cai com mais frequência. Isto pode não fazer qualquer diferença para quem tem muito cabelo, mas para aquelas pessoas cujo cabelo é pouco abundante um aumento da sua queda pode tornar-se numa grande preocupação.

Com o passar dos anos, ou perante determinadas doenças ou tratamentos farmacológicos, é normal que o cabelo caia com mais frequência, e que por vezes os novos cabelos se tornem gradualmente mais finos. Mas a queda de cabelo sazonal pode acontecer em qualquer idade ou estado de saúde,  e temporária, e não leva a uma perda de cabelo definitiva, já que os cabelos que caem são prontamente substituídos.
Ciclo capilar simplificado

O ciclo capilar normal


Cada cabelo obedece a um ciclo que é mais ou menos regular, em que se distinguem várias fases de crescimento  (imagem à direita). A percentagem de cabelos em toda a cabeleira que se encontra em cada uma das fases não é a mesma, sendo que durante a maioria do ano se encontram:

  • 85-90% em anagénese
  • 1% em catagénese
  • 10-15% em telogénese
g
O que acontece no Outono?

"As quatro estações" de Alphonse Maria Mucha
Depois do Verão, a percentagem de cabelos em anagénese (fase de crescimento, imagem à direita) desce até ao seu valor mais baixo, cerca de 80%, aumentando assim a proporção de cabelos em catagénese (fase de desaceleração do crecimento) e sobretudo em telogénese  (início do desprendimento do cabelo). Assim, o número de cabelos em condições de se desprender aumenta, e por esse motivo observa-se uma maior queda.

O crescimento do cabelo é essencialmente regulado pelos androgénios, um grupo de hormonas do qual faz parte a testosterona, mas também pelas hormonas da tiróide, hormonas associadas ao stress, entre outras. Isto explica a calvice e a queda de cabelo pós-parto, entre outras situações de natureza hormonal em que se observa uma maior queda.

No entanto, a diminuição gradual do número de horas de sol que acontece ao longo do Verão e a diminuição da temperatura ambiente, embora pareça ter menor importância, podem interferir neste ciclo. Estes fatores afetam o ritmo cicardiano do organismo, que está associado à regulação na produção de algumas das hormonas que também interferem com o crescimento do cabelo. Assim, o seu ciclo de crescimento pode ser alterado.

Pensa-se que isto isto acontece porque que uma maior queda de cabelo durante o Outono, que será prontamente substituído, permitirá manter um número de cabelos elevado durante o Verão, com o objetivo de proteger o couro cabeludo dos raios solares; e durante o Inverno, de forma a manter a cabeça protegida contra o frioAlgumas pessoas relatam também um período de maior queda de cabelo na Primavera, após o Inverno, que se julga estar relacionada com um fenómeno semelhante.


Sofrem com este problema? 

Pt. 2
Cosméticos capilares e suplementos alimentares

    Sem comentários: