>

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Pele seca pt.1| sinais e causas


Acha que a sua pele é seca, mas não tem a certeza? Confirme aqui!

A pele seca afeta sobretudo as mulheres, agravando-se com o passar dos anos. No entanto, também os homens podem apresentar este tipo de pele, bem como crianças com dermatite atópica.

A secura pode manifestar-se por todo o corpo ou apenas em algumas zonas; como cotovelos, lábios ou membros inferiores. Mas muitas vezes chega a atingir o rosto, zona onde pode ser particularmente incómoda.

Este tipo de pele torna-se mais comum durante Inverno, e em climas mais secos, caracterizando-se por:
  • Aparência mais baça e enrugada, sobretudo nas zonas do contorno dos olhos e da boca
  • Sensação de repuxar, picar ou comichão
  • Áspera e irregular ao toque, sem qualquer sensação de humidade
  • Pouco elástica
  • Tendência para a descamação
  • Maior tendência para vermelhidão e irritação
  • Facilidade em desenvolver gretas e sangrar dos lábios
Todas estas características resultam de conjugação de diversos fatores, mas em especial de uma baixa quantidade de duas secreções: os lípidos do estrato córneo (camada mais superior da pele) e o fator hidratante natural na pele.mistura de ambos forma o filme hidrolipídico, que é responsável pela retenção de água à superfície da pele. Quando estão ausentes, a pele não é capaz de impedir que a água se evapore entre as células (imagem à esquerda), ficando menos luminosa macia e mais desprotegida do ambiente que a rodeia.

Na origem da pele seca podem estar várias causas, que na maioria das vezes se se conjugam para a mesma pessoa:
  • Fatores genéticos
A pele seca pode ser herdada, manifestando-se desde muito cedo. Por outro lado, doenças hereditárias como a dermatite atópica ou a psoríase estão também associadas a uma maior secura cutânea.

  • Envelhecimento 
À medida que os anos passam a pele perde gradualmente alguma capacidade de se adaptar aos ambientes mais secos, produzindo menos lípidos e fator hidratante natural.

Por outro lado, muitos anos de exposição solar desprotegida ou pouco cuidada podem resultar numa capacidade ainda menor da pele para produzir estas secreções protetoras, bem como de se renovar e cicatrizar.

  • Contacto diário com detergentes e substâncias desidratantes
Pessoas que não usem luvas e contactem diariamente com detergentes, álcool, água clorada de piscinas e água quente, entre outras substâncias, vêem constantemente removidas as secreções protetoras naturais contra a evaporação de água.


  • Produtos cosméticos irritantes e deslipidantes
O uso de produtos cosméticos contendo ingredientes que provoquem irritação ou removam excessivamente o filme hidrolipídico da pele podem conduzir à secura. É mais comum que isto aconteça com sabões, sabonetes, e produtos contendo elevadas percentagens de álcool (comum em after-shaves nos tónicos mais antigos, em que é um dos primeiros ingredientes da lista), acetona ou outros ingredientes sensibilizantes.

  • Condições ambientais
A exposição a climas secos, mas também a ar condicionado e atmosferas pouco húmidas, como por exemplo durante uma viagem de avião, podem fazer com que a água que se encontra à superfície da pele evapore mais facilmente.

  • Stress
A pressão psicológica a que muitas pessoas estão sujeitas pode levar ao agravamento de uma grande variedade de problemas que afetam a pele, uma vez que o stress interfere diretamente com os sistemas endócrino e imunitário, que estão intimamente relacionados com todos os outros órgãos do corpo humano.

Assim, também a produção do filme hidrolipídico pela pele é afetada em condições de stress, podendo conduzir a uma maior secura cutânea.

Sem comentários: