>

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Caspa oleosa e dermatite seborreica pt.1| Causas e problemas semelhantes

A pele do couro cabeludo saudável renova-se diariamente, e as células que a constituem descamam sem que as vejamos. No entanto, para quem sofre de caspa/dermatite seborreica esta descamação não acontece de forma tão subtil, e pode trazer também algum desconforto.

Estes problemas tendem a aparecer depois da adolescência, afetando principalmente os homens, já que a sua pele é naturalmente mais oleosa.


Eucerin
Como se desenvolve?

A caspa é uma forma de manifestação de dermatite seborreica e tende a aparecer no couro cabeludo oleoso, mas também nas sobrancelhas ou até na zona da barba

Tudo indica que este problema é causado por um maior crescimento de fungos do género Malassezia (1), que estão naturalmente presentes nesta regiões do corpo. Este fungo alimenta-se do sebo produzido nos folículos, e multiplica-se rapidamente quando o couro cabeludo é mais oleoso.

Nestas condições, são libertados para a pele resíduos produzidos pelo fungo, que mediante a sensibilidade de cada pessoa podem provocar uma maior ou menor inflamação (2).

Esta inflamação que o fungo provoca estimula o aumento da multiplicação e acumulação de células das camadas superiores da pele (3), que passa a renovar-se mais rápido. É principalmente esta diferença na gravidade da reação do sistema imunitário que determina o aspeto e tamanho das escamas. Muitas pessoas, sentem também comichão e apresentam vermelhidão no couro cabeludo.

Para quem sofre de formas leves de caspa as escamas são brancas ou acinzentadas, sendo que nos casos mais graves de dermatite seborreica formam-se placas de maiores dimensões e cor amarelada.

Será mesmo caspa?

Se por um lado diagnóstico de dermatite seborreica do couro cabeludo é relativamente fácil, no caso da caspa comum podem existir algumas confusões, já que nem todas as escamas que aparecem no cabelo são sinónimo de caspa propriamente dita

As escamas da caspa costumam ser brancas, acinzentadas, ou amareladas; espalhando-se também pelo comprimento do cabelo, e a comichão geralmente está presente por todo o couro cabeludo, não e restringindo apenas a uma zona da cabeça.

Há outras situações que podem causar um problema semelhante, e cujo tratamento pode ser ainda mais fácil:


  • Irritação do couro cabeludo
A descamação pode também resultar da reação da pele a substâncias irritantes, como fragrâncias, geralmente presentes em óleos essenciais, ou ingredientes frequentemente irritantes, como álcoolextratos de eucalipto, citrinos ou mentol.


  • Couro cabeludo seco (casa seca)
Neste caso o couro cabeludo não é oleoso, bem pelo contrário... Seja pelo uso de produtos de lavagem demasiado detergentes ou por outros motivos, a pele do couro cabeludo descama, tal como a pele seca do resto do corpo. Não é tão comum que aconteça no cabelo, já que há um grande número de folículos a produzir sebo, mas pode acontecer.


  • Acumulação de produtos de styling (laca, óleo, mousse, etc.)
Estas escamas não são completamente brancas, mas mais transparentes, aparecendo apenas no comprimento, e não no couro cabeludo.


  • Uso de minoxidil
Neste caso, as escamas costumam ser maiores e de uma cor parecida com a da pele, aparecendo e dando comichão apenas nas zonas em que o medicamento é aplicado.

  • Eczema ou psoríase
São duas situações patológicas de inflamatórias, com causas muito pessoas e variadas. Devem ser diagnosticadas e tratadas por um médico.

Sem comentários: