>

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Rosácea (couperose) pt.1| Caraterísticas, causas e fatores agravantes




Bocecha com telangiectasias
A rosácea afeta cerca de 10% da população e caracteriza-se pela presença constante ou transitória de:
  • Eritema (vermelhidão) na região central do rosto, que progride para a testa, maçãs do rosto e queixo;
    • Começa por acontecer com frequência, passando após algum tempo, até que demora cada vez mais a desaparecer e se torna permanente
  • Telangiectasias (imagem à direita), dilatação dos capilares sanguíneos à superfície da pele
  • Borbulhas com ou sem pus
    • Geralmente sem presença simultânea de pontos negros no rosto
Algumas pessoas podem apresentar também edema (inchaço), secura, vermelhidão ocular ou nas regiões laterais da face e uma tendência anormal para irritação quando usam produtos cosméticos novos.

Nos homens sobretudo pode acontecer também um aumento de dimensão das glândulas sebáceas que resulta num espessamento da pele. Acontece sobretudo no nariz mas pode aparecer em qualquer região onde haja elevada produção de sebo.
A rosácea tende a ser diagnosticada a partir dos 30 anos, uma vez que na adolescência é frequentemente confundida com a acne.

Os sintomas podem até desaparecer por algum tempo, mas a rosácea é uma situação crónica. No entanto, é possível controlar alguns deles evitando situações que estimulam a vermelhidão, utilizando  cosméticos apropriados e se necessário medicamentos.

Causas

Não se conhecem bem os principais estímulos fisiológicos que levam às manifestações da rosácea, mas já é possível identificar alguns dos fatores que despoletam o rubor facial:

  • Predisposição genética
A rosácea é mais comum nas mulheres e em pessoas de pele clara, e com descendência Celta ou do Norte da Europa. Sabe-se que estas pessoas apresentam algum grau de desregulação na resposta imunitária mas também do sistema nervoso, que torna ambos particularmente sensíveis à estimulação ambiental e hormonal.

  • Fatores agravantes
Dependendo do subtipo que cada uma apresenta, a rosácea pode manifestar-se de forma permanente ou apenas nas situações em que há um estímulo que provoque o rubor facial. Em qualquer dos casos, há alguns estímulos que  atuam sobre os sistemas nervoso ou imunitário, e que por isso têm um efeito comum à maioria das pessoas que sofrem deste problema:
    • Radiação UV (UVA e UVB)
    • Alimentos picantes
    • Álcool
    • Calor excessivo ou alimentos muito quentes
    • Stress
    • Alterações hormonais
    • Exercício físico

Sem comentários: