>

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Cuidado para contorno de olhos


Na maioria dos casos, os fabricantes argumentam que a pele das pálpebras é particularmente sensível e não pode ser exposta a um hidratante usado em todo o rosto. E embora isso possa ser verdade para alguns hidratantes, e para algumas pessoas, na grande maioria das vezes este problema não existe.

No entanto, em alguns casos o uso de produtos especializados para a pele em torno dos olhos pode justificar-se.


Prós

A pele das pálpebras:
  • É a primeira a envelhecer
Por ser bastante mais fina e delicada, e estar constantemente sujeita ao movimento quando pestanejamos e mudamos a nossa expressão facial. Estes produtos podem ajudar a retardar o envelhecimento, e podem ser usados por quem quiser começar a usar um cuidado anti-envelhecimento apenas para esta zona.

O uso de um produto de contorno de olhos com proteção solar é cuidado de prevenção ideal, embora ainda seja bastante raro (o creme de contorno de olhos Superdefense da Clinique, é um exemplo).

Tal como todos os outros produtos anti-envelhecimento, podem conter:
    • Retinóides
    • Vitaminas C e E
    • Resveratrol
    • Antioxidantes
    • Niancina/Niancinamida
    • Péptidos (Hexapeptido, entre outros)
    • Extratos vegetais ricos em antioxidantes
      • Chá verde, Camellia sinensis
      • Uva, Vitis vinifera
      • Etc.

  • É mais suscetível à acumulação de fluídos (=olheiras e inchaço)
A tendência para desenvolver este tipo de problemas tem uma forte componente genética, que torna a circulação sanguínea particularmente lenta nesta zona. Isto pode resultar no extravasamento de líquidos, responsável pelo inchaço, e na deposição de um pigmento, a hemossiderina, que a par da melanina contribui para a aparência escura da pele.

Por outro lado, o envelhecimento também contribui para que a pele das pálpebras fique mais fina, tornando os vasos sanguíneos mais visíveis.

Geralmente, os produtos dirigidos para estes problemas contêm:
    • Cafeína (vasoconstritora, reduz a aparência dos vasos sanguíneos e a saída de líquidos)
    • Vitamina K (reduz a visibilidade dos vasos sanguíneos debaixo da pele, sobretudo em conjugação com retinóides)
    • Extratos vegetais de ação descongestionante
      • Gilbardeira, Ruscus aculeatus
      • Hera, Hedera helix
      • Pepino (Cucumis sativus)
      • Etc.
Uma grande parte destes podem conter pigmentos para tornar a pele mais clara (dióxido de titânio, mica, etc).

  • Tem maior tendência para hiperpigmentar
Esta tendência é tanto maior quanto mais frequente for a exposição solar desprotegida e em peles mais escuras.

Por isso, se tem tendência para hiperpigmentar (se não sabe, pode descobrir aqui), recomenda-se o uso de um produto para contorno de com proteção solar (que são bastante raros...).

Neste caso, podem também ser interessantes ingredientes como:
    • Niacinamida
    • Vitamina C
    • Extratos
      • Soja, Glycine soja
      • Leveduras (yeast extract)
      • Licorice (Glycyrrhiza glabra)
      • Etc.

  • Apresenta poros mais proeminentes
E por isso a pele parece rugosa, tornando-se também mais escura nas zonas de depressão.
Neste caso, há ingredientes que podem ajudar a homogeneizar a textura da pele:
    • Silicones (dimeticone, etc) 
    • Ácido salicílico e derivados

  • Pode ser mais seca do que a maioria do rosto
Nesse caso, o hidratante de rosto aplicado na zona ocular pode ser pouco eficaz para hidratar a pele das pálpebras, e no caso de usar um produto matificante essa secura pode mesmo ser agravada.

Assim, os produtos direccionados para a pele das pálpebras são particularmente hidratates, evitando que descame e permitindo a aplicação e fixação de maquilhagem.


Contras

  • Diferem pouco dos hidratantes regulares
Alguns destes produtos têm uma composição similar à dos restantes produtos hidratantes da mesma gama, e por isso é difícil perceber a sua real vantagem.

O uso de ingredientes descongestionantes, despigmentantes e/ou anti-envelhecimento (para além daqueles que estão presentes nos restantes produtos da mesma gama) pode diferenciar os produtos interessantes daqueles que não têm qualquer finalidade.

  • Raramente conferem proteção solar
Isto acontece em parte porque os filtros solares dificultam a absorção dos cosméticos pela pele, e os cremes de olhos são formulados para ser rapidamente absorvidos. Por outro lado, alguns destes ingredientes (os filtros químicos, aqueles que são mais facilmente absorvidos) são bastante sensibilizantes, e a pele dos olhos que é particularmente sensível.

No entanto, com o avanço da tecnologia e a redução do tamanho das partículas dos filtros físicos, já podem ser encontrados produtos contendo alguma proteção.

Em todo o caso, o uso de óculos de sol no dia-a-dia é muito eficaz para reduzir o envelhecimento precoce.

  • São pouco eficazes na redução do inchaço e das olheiras
Deposição de gordura
nas pálpebras.
Estes problemas podem ser atenuados usando produtos para o contorno dos olhos, mas nunca são eficazmente resolvidos se:

  • Tiver predisposição genética para ter as pálpebras mais escuras ou congestionadas
  • Tiver deposição de gordura nas pálpebras (idades mais avançadas)
  • Dormir pouco
  • Sofrer de alergias (provocam congestão)
  • Beber pouca água ou tiver uma alimentação rica em sal
Neste caso, a alteração de alguns hábitos e o uso de um corretor de olheiras depois da aplicação do cuidado para a pele dos olhos é sem dúvida a melhor opção.


  • Por vezes estão incorretamente embalados
Embora os boiões sejam mais agradáveis e sejam a embalagem mais frequente em produtos anti-idade, os produtos contidos em boião tendem a degradar-se mais facilmente por estarem constantemente expostos ao ar e às impurezas que circulam. 

Por outro lado, o facto de se colocar o dedo no interior do boião para retirar o produto pode também contaminá-lo com fungos, bactérias e outros microorganismos.



Preciso de utilizar?

O creme de olhos não é indispensável para todas as pessoas.
No entanto, pode ser muito útil se:
  • Sofre de inchaço ou olheiras com frequência
  • A pele do contorno dos olhos é mais seca ou irregular do que a do restante rosto, e o hidratante diário não é suficiente
  • Apresenta hiperpigmentação (pele mais escura) apenas nessa zona
  • A pele do contorno dos olhos é muito sensível e não tolera um hidratante normal
  • Pretende começar um cuidado anti-idade apenas na zona dos olhos (no caso de usar algum outro tratamento no resto da face e não querer sobrepôr, por exemplo)
  • A maquilhagem que usa nesta zona não adere à pele.

Aplicação
Pode parecer óbvia, tem muito que se lhe diga...

Não podem ser aplicados diretamente na pele da pálpebra, porque desta forma atingem o olho e
causam ardor, mas sim um pouco abaixo/acima. Um bom ponto de referência é a extremidade do osso :) Por serem particularmente "finos" conseguem penetrar até à zona da pálpebra por capilaridade, e desta forma não atingem o olho.

A melhor forma de os espalhar é com pequenas pancadas, usando o dedo indicador.

Este produto demora no mínimo 1 minuto para ser completamente absorvido. Por isso, e para que seja bem absorvido, deve esperar-se até que a pele fique "seca" antes de aplicar produtos de maquilhagem.

O uso de um aplicador que permita uma massagem e provoque diferença de temperatura, como um roll on de metal, pode ajudar a estimular a circulação sanguínea. No entanto, esse efeito é temporário, e se a pele for massajada por muito tempo com este aplicador acaba por se exagerar na quantidade de produto aplicada.

Sem comentários: