>

sábado, 25 de julho de 2015

Celulite pt 1| causas, graus, e hábitos a mudar


"As três graças gregas" Peter Paul Rubins, 1638 

A celulite afeta cerca de 85% mulheres, após a adolescência.

Geralmente instala-se nas nádegas, abdómen e coxas, mas também é possível que apareça nos braços ou até mesmo no peito.

Algumas pessoas defendem que a celulite é uma característica natural da mulher, e pode mesmo ser uma reserva energética importante durante a gravidez e amamentação.

No entanto, a maioria das mulheres encaram-na como um problema, e procuram tratamento, e embora haja um grande mercado anticelulite, não existe nenhum produto ou tratamento completamente eficaz para restituição da aparência da pele, e os resultados são temporários.

Alguns fatores podem aumentar a incidência da celulite e agravar o seu aspeto:

  • Sexo feminino

A celulite é mais prevalente nas mulheres porque a estrutura da sua derme e hipoderme é diferente daquela que a maioria dos homens apresenta (ver figura abaixo):


Não só a derme da mulher é mais fina, como a estrutura dos lobos (entre septos) onde se alojam os adipócitos  é diferente (células que armazenam a gordura, representados como pontos vermelho).

Assim, na mulher, quando estes lobos enchem, pressionam mais facilmente a derme (camada mais próxima da superfície da pele) e libertam para lá parte do seu conteúdo (ver figura à direita).
Isto resulta numa alteração no relevo da pele, que se torna ondulada.

Por outro lado, as mulheres são também mais suscetíveis à acumulação de gordura. Isto deve-se à maior concentração de estrogénios em circulação mas também prolactina, durante a gravidez.


  • Redução da microcirculação

Uma vez que os lobos onde se acumula a gordura pressionam a derme, parece haver também uma compressão dos vasos que aí se encontram, o que resulta numa maior dificuldade na irrigação sanguínea e drenagem linfática.

Pensa-se que isto resulte num aumento da retenção de líquidos na derme, e entre os septos e adipócitos da hipoderme.

Para além da acumulação de gordura, os adipócitos passam também a acumular líquido, que contribui para a pressão exercida sobre a derme.

Paralelamente, a contração dos vasos sanguíneos dificulta o fornecimento de oxigénio às células da derme, o que faz com que estas alterem o seu comportamento, degradando as fibras de colagénio. Não só o colagénio é responsável pela firmeza da pele, mas a sua destruição diminui também a resistência desta camada da pele à ascenção de gordura, acima descrita Após a quebra, os fragmentos de colagéneo envolvem os depósitos de gordura, num processo chamado de fibrose. Assim, para além da ascensão dos adipócitos, a fibrose "vinca" o aspeto da pele após a deposição de gordura, de forma pouco reversível.

  • Excesso de peso

Não é necessário ter excesso de peso para ter celulite.
No entanto, o excesso de peso aumenta a probabilidade de a celulite aparecer e agrava o seu aspeto, uma vez que há uma maior acumulação de gordura em todo o corpo, e também na hipoderme, que pode extravasar para a derme.
É também por este motivo alguns homens com excesso de peso apresentam celulite.

Contudo, uma grande ou rápida perda de peso pode também deixar a pele mais flácida. Embora os depósitos de gordura sejam esvaziados, permanece o tecido fibrótico formado, o que agrava o aspeto da pele.

Classificação

A celulite pode ser classificada em diferentes graus, de acordo com a sua aparência:

GRAU
ASPETO
0
Superfície lisa quando está em pé ou deitada.
Beliscando uma prega cutânea, revelam-se alguns sulcos mas não tem aparência “casca de laranja”
1
Superfície lisa quando está em pé ou deitada. 
Beliscando uma prega, observa-se o aspeto “casca de laranja”
2
Ondulações visíveis quando está de pé, mas não deitada
3
Ondulações visíveis quando está de pé e deitada




 Alterações no estilo de vida

Tendo em conta os fatores que agravam o aspeto da celulite, algumas mudanças no estilo de vida podem ser vantajosas:

  • Aumentar a prática de exercício físico, de forma a estimular a circulação sanguínea e linfática
  • Aumentar o tónus muscular nas zonas afetadas, que reduz a flacidez da pele e melhora assim o seu aspeto
  • Evitar o uso de roupa apertada, que comprometa a microcirculação
  • Controlar o peso, e dessa forma a acumulação de gordura
  • Diminuir o consumo de sal, que promove a retenção de líquidos
  • Beber água suficiente, ao longo do dia. Quando desidratado, o organismo tende a reter mais líquidos.
  • Exfoliar e hidratar a pele regularmente. Esta rotina contribui não só para a saúde da pele, e consequentemente para uma menor degradação da derme, mas também permite uma melhor a penetração dos cosméticos usados.



    Pt.2

    Pt.3



    Sofre de celulite?
    Faz algum tratamento?


    Sem comentários: