>

sábado, 29 de julho de 2017

Patch Collistar abdómen e anca


O assunto de hoje era completamente diferente, mas a questão impôs-se: o que é que eu achei do patch da Collistar?


O que é?

Um adesivo transepidermico para remodelar as zonas do abdómen e anca.


Alegações

Após as primeiras aplicações a pele torna-se mais suave e tonificada.

Com o uso regular os depósitos de gordura localizados são reduzidos, a cintura fica mais fina e o abdómen e anca tornam-se mais firmes e remodelados.


Aplicação

Utilizar duas vezes por semana na pele limpa e seca, deixando atuar por 8h.

Não utilizar durante a prática de exercício físico


Preço

39 - 45€


Composição



Opinião 

Decidi testar este produto não só por ser algo completamente diferente, mas também porque tive 2 feedbacks muito positivos por parte de colegas de trabalho.

Este patch foi desenvolvido em colaboração com uma equipa coreana, e consiste num adesivo impregnado numa solução, cujos ingredientes ativos se encontram encapsulados vão sendo libertados de forma gradual ao longo de 8 horas.

Esta solução contém extrato de piri piri (Capsicum annuum), extrato de chá verde (Camellia sinensis), cafeína, e extrato de Garcina cambodja, que a marca usa com o objetivo de promover a lipólise; mas também extrato de Ginkgo biloba, com o objetivo de tonificar e refirmar a pele.

Esclarecidas? Vamos ao que interessa! 

Sei que as expectativas são muitas, mas quero alertar-vos para o facto de que a forma como experimentei este produto tem a validade de uma qualquer outra review, ou seja, não tem nem pouco nem mais ou menos a complexidade nem a credibilidade de um ensaio clínico duplo cego contra placebo.

Dito isto, ressalvo também que durante o uso do patch fiz uma alimentação para manutenção de peso, de forma a poder evitar ao máximo uma qualquer perda de volume associada à perda de peso ("the things I do for love..."). Dir-me-ão que sem a indução de um défice calórico não é possível perder gordura abdominal, mas aqui o objetivo foi testar a eficácia isolada deste patch.

Além disso, e numa tentativa de melhorar esta review, pesei-me no início e medi o perímetro da minha barriga uma vez por semana, durante a utilização do patch e após a mesma. Hoje olho para trás e percebo que deveria também ter-me pesado diariamente, mas infelizmente não o fiz. As medidas foram sempre realizadas no ponto mais proeminente da barriga.

O resultado foi o seguinte:

1ª sem (25/06/2017): 77,5 cm, 49,8 kg
2ª sem (02/07/2017): 79 cm e (06/07/2017): 78 cm
3ª sem (13/07/2017): 81 cm
4ª sem (21/07/2017): 81 cm

Depois: (28/07/2017): 78 cm, 48,9 kg

Não senti também que a minha barriga tivesse diminuído durante este período, ou que a pele tivesse ficado mais firme. 

Ora, uma análise mais leviana destas medidas concluirá que o patch não funcionou. 

No entanto, tendo em conta o aumento de volume abdominal que se verificou, e que não é concordante com a perda de peso, não é possível afirmar absolutamente nada relativamente à eficácia da minha utilização do produto. 
Desiludidas? Também eu... Mas uma vez que sou muito propensa à retenção de líquidos poderá ter acontecido alguma variação nesse sentido. Por outro lado, as medições podem não ter sido as mais rigorosas.

Assim, lamento muito mas não vos posso dar outras conclusões que não estas.

Não creio que este seja um produto milagroso, nem tão pouco a marca o desenvolveu nesse sentido. Estamos a falar de um adesivo transepidérmico, quando a nossa gordura se localiza na hipoderme, bem mais abaixo. 

Desta forma, não excluo que o patch possa dar uma pequena ajuda na redução do perímetro abdominal quando aliado a uma alimentação e rotina de exercício adequadas à perda de peso. Acima de tudo, acho que pode ser uma motivação extra.

Sem comentários: